sexta-feira, 23 de setembro de 2016

RESISTÊNCIA PERANTE OS PERCALÇOS DO NOSSO CAMINHO.



             Nem sempre as situações problemáticas que parecem "insolucionaveis" estão de fato sem solução. Nem sempre aqueles caminhos que se encontram cheios de "obstáculos" e de "limitações" estão realmente impossibilitados de serem trilhados. Nem sempre aquilo que apostamos e que "deu errado", significa uma perda ou um fracasso. E nem tampouco as portas que se "fecharam" diante da gente representa necessariamente o fim, e nem sempre requer nossa desistência. Toda situação ou circunstância desfavorável não está definitivamente imutável, pois tudo pode mudar a qualquer momento, sob novas circunstâncias, perante novos horizontes, e mediante nossa atitude de "desistir" ou de "seguir em frente". É passageira, momentânea e alterável a "escuridão" que muitas vezes nos deixa sem enxergar as chances de respostas, de saída, de superação, e de resolução, e compete a nós a "firmeza" diante dos momentos tribulados, para que "superemos" as fases ruins e nos permitamos viver as possibilidades e oportunidades de "novos ciclos". 

A palavra para hoje é RESILIÊNCIA.


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

CULTIVAR BOAS EXPECTATIVAS E BOM ÂNIMO DIANTE DE CADA DIA.


                Em virtude dos dias cansativos resultante da nossa correria cotidiana, muitas vezes chegamos a perder o estímulo diante do nosso trajeto. E mediante alguns períodos de nossa caminhada, uma tempestade de preocupações e problemas nos atormentam em busca de resoluções. São limitações, dificuldades, conflitos, decepções, impossibilidades e tantas coisas mais, que terminam por deixar muitos de nossos dias pesados, e sem expectativas e perspectivas. Impossível impedir que tenhamos essas fases desmotivadoras e exaustivas, e também é natural ficarmos sem ânimo perante alguns acontecimentos e situações, no entanto, os nossos dias não devem se manter "apagados" por muito tempo, pois a vida tem que voltar a "brilhar", voltar a se "reacender" com o brilho da "esperança" e o sopro da "superação". Portanto, independente das dificuldades que estejamos enfrentando, ou dos caminhos tortuosos que tenhamos trilhado, o percurso à nossa frente pode ser diferente, mais próspero, mais cheio de possibilidades, e propiciando grandes vitórias para nós. Por isso, é tão "decisivo" nos mantermos obstinados, confiantes e otimistas a cada amanhecer.

A palavra para hoje é MOTIVAÇÃO.


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

CONFIAR NO EXTRAORDINÁRIO TEMPO DE DEUS.


            Há momentos que nossas expectativas se "frustram" tanto diante das esperas sem resultados, que nos sentimos impotentes e trancafiados em um calabouço da desmotivação e do pessimismo. Mas há também momentos em que o "otimismo" bate forte dentro do nosso peito e reacende as nossas esperanças de futuro, e renova nossas perspectivas de acertos, e de novas oportunidades. A vida sem dúvida muitas vezes é injusta, dificultosa, desafiadora e decepcionante, mas o "extraordinário" é que seus ventos mudam, as tempestades cessam, as nuvens cinzas se dissipam, novos horizontes surgem à nossa frente, daí ela nos surpreende, e as sementes que a gente "plantou" lá trás de repente começam a brotar, a dar flores e frutos. Viver pode ser uma missão difícil, com mais "dificuldades" para uns do que para outros, mais independente das tribulações de cada pessoa, há um "propósito" de Deus acima de tudo, e um plano dEle, com tempo e hora para cada um de nós. Por isso, é preciso manter nossa fé firme, e nossa confiança serena na ação do Pai. Se caímos ontem, podemos nos levantar hoje, e se cairmos hoje, amanhã poderemos ficar de pé novamente, o segredo é não se permitir ficar tanto tempo sob a influência dos pensamentos negativos, e da falta de atitude, pois a vida sob o comando de Deus a qualquer momento pode nos trazer respostas ou resultados surpreendentes.

A palavra para hoje é ACREDITAR.


terça-feira, 20 de setembro de 2016

REFLEXÃO E SENSATEZ ANTES DE AGIRMOS.


                    Em meio as "imprevisibilidades" dos acontecimentos que nos surpreendem de uma hora para outra, ficamos muitas vezes atordoados pela perplexidade das circunstâncias negativas que desestabilizam nosso senso da razão. Determinadas situações, e atitudes de algumas pessoas são tão desnecessárias, tão injustas, agressivas, ou tão ardilosas, que nos tiram do sério, que confrontam nossas emoções, e provocam o nosso instinto irracional, despertando a nossa ira da cólera, da intolerância, e da precipitação perante os momentos e circunstâncias que precisam de "prudência" para serem conduzidos. E mediante esses contextos turbulentos e negativamente provocativos, se não "contivermos" nossa fúria, a revolta de nossas insatisfações, e o nosso temperamento insensato ao querermos resolver tudo conforme nossa vontade, conforme nosso tempo e de acordo com nossa opinião, poderemos dar "passos incertos", e tomarmos "decisões" que nos prejudicariam muito mais do que nos favoreceriam. Portanto, diante das situações que testam nossa "paciência" é imprescindível mantermos a calma e fazermos uma "reflexão discernida" antes de qualquer ação.

A palavra para hoje é AUTOCONTROLE.


segunda-feira, 19 de setembro de 2016

NÃO SE PERMITIR SER DERROTADO PELAS DECEPÇÕES.


                Tantas vezes diante de diferentes situações somos surpreendidos pelo ímpeto da "desilusão", e nos decepcionamos, nos ferimos, nos frustramos, e nos sentimos amargurados, injustiçados, enganados, e desapontados com algumas pessoas, com resultados insatisfatórios, com acontecimentos imprevistos e desfavoráveis, e nos sentenciamos como "tolos", nos culpando por termos acreditado em quem não devíamos, por termos confiado em quem não merecia, por termos nos esforçado e apostado em projetos que não valeram a pena. Nos indagamos por que as coisas não deram certo, e ficamos destroçados, feridos, doendo, sangrando, sem perspectivas para "começarmos" outra vez, sem forças para iniciarmos uma nova rota, por outro percurso, com novas metas, novos objetivos, e percebendo as possibilidades de outros horizontes. Às vezes, e de fato, nossas "esperanças" parecem desaparecer, e a única coisa que sentimos como certeza é a sensação de que "talvez" não sejamos capazes de nos "reerguermos" novamente. Porém, por mais dolorosa, destruidora e tempestiva que seja uma situação, por mais "arranhões e dores" que ela nos proporcione, um dia, em algum momento, sob alguma circunstância, e perante nossa resignação em Deus, a gente se restaura, se conscientiza que precisa "levantar", e enfim, começa a "cicatrizar". Por isso, é tão importante ter a consciência de que "a vida não pára enquanto estivermos vivos", pois "viver" é sinal de que Deus ainda tem propósitos para nós, e que deseja nos ver de pé. 

A palavra para hoje é RECOMEÇO.


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

MUDAR A ROTINA PARA DESCOBRIR NOVAS OPORTUNIDADES.


             Frequentemente nos pegamos insatisfeitos com os resultados que não correspondem às nossas expectativas e nem aos nossos esforços. E em virtude dessa "insatisfação", nossos dias parecem se arrastarem lentamente, e as nossas perspectivas de renovação, de mudanças ou de transformações se anulam à medida que nos desmotivamos, e assim, vamos sendo levados pela rotina cotidiana, em dias que se mostram desinteressantes e improdutivos. É de fato muito desestimulante quando vemos os dias passarem parecendo iguais, e a nossa vida estabilizada em um patamar que não nos realiza. Porém, embora nossas chances de sucesso pareçam impossibilitadas de se constatarem, não podemos nos entregar ao relento do conformismo, precisamos reagir! Enquanto as oportunidades que almejamos não chegam, descruzemos nossos braços, e vivamos as "possibilidades" de cada dia, diferentemente de como vivemos o dia de ontem. Reavaliemos nossas atitudes, analisemos as probabilidades dos percursos promissores, refaçamos nosso plano de ação, identifiquemos novos alvos, ousemos novos passos, quebremos a velha rotina, e quem sabe dessa forma, com novas "estratégias" aproveitaremos melhor nossos dias e mudaremos a direção dos ventos.

A palavra para hoje é METAS.


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

CULTIVAR A CALMA E A PACIÊNCIA PERANTE OS OBSTÁCULOS.


Apenas o nosso próprio descontrole emocional e a nossa precipitação impaciente é que podem nos impedir de dominarmos a nossa racionalidade coerente diante das situações complicadas e dos momentos de adversidades. Por mais "limitações e impossibilidades" que certos contextos se apresentem diante do nosso caminho, não há causa que seja "insolucionável" quando for do propósito de Deus passarmos por elas. Inicialmente alguns obstáculos que nos deparamos parecem gigantes, outros demostram ser impossíveis de serem driblados, mas o que ocorre é que muitas vezes somos nós mesmos que damos aos nossos desafios um peso "maior" do que ele possui. Somos nós que inúmeras vezes "agigantamos" o tamanho de nossas dificuldades, porque lhes analisamos com os olhos da pressa, do desespero, do inconformismo, da imprudência, e sobretudo com a emoção abalada. Mediante situações conturbadas, e problemas que requerem uma solução, seja ela temporária ou definitiva, não é com o "imediatismo destemperado" de nossas atitudes impensadas e de nossas emoções intranquilas que vamos encontrar as respostas ou soluções certas e eficazes. Na maioria das vezes nos perdemos em meio a um contexto tempestivo por meio de nossos próprios passos, por isso, buscar controlar a "euforia da impaciência", e aquietar a "angústia de nossas preocupações" é crucial para que possamos ultrapassar todos os desafios que tentam nos desviar de nossa rota.

A palavra para hoje é SERENIDADE.