quinta-feira, 27 de julho de 2017

DEUS NOS AJUDA A RESISTIR E A SUPORTAR.


                  Geralmente temos uma tendência a acreditarmos que as outras pessoas são mais fortes do que a gente, e nos subestimamos achando que algumas vezes não seremos capazes de conseguirmos suportar as "adversidades" que nos atingem. Ao mesmo tempo que nos "diminuímos" tantas vezes, também nos "equivocamos" ao acharmos que os nossos "problemas" são sempre maiores do que os dos outros. Mas ninguém é "maior" nem "menor" em força e resistência para passar por uma tempestade, nem tampouco nossa tempestade é maior do que as das outras pessoas. As adversidades vem conforme as "limitações" de cada um, e embora muitas vezes elas nos façam achar que não vamos "resistir" a fúria dos vendavais, a gente sempre "suporta" e "vence", porque sejam os problemas consequências de nossas atitudes ou não, nunca passamos "sozinhos" em meio a tempestade, porque há um Deus que sempre está lá conosco. Se caímos Ele nos levanta, se esmorecemos Ele nos abraça, se choramos Ele nos consola, então não há como não "superarmos" qualquer desafio, nem é preciso nos desesperarmos, ou perdermos a esperança, por maior que seja a dificuldade, pois temos a "força" e o "auxílio" necessário para suportarmos a tudo, mesmo quando "tudo" parecer maior do que a gente.

A palavra para hoje é RESILIÊNCIA.


quarta-feira, 26 de julho de 2017

A HORA DA VITÓRIA VAI CHEGAR.


                 A impressão que temos diante de alguns momentos e situações de nossa vida é que tudo ao nosso redor está fluindo contra nós. Que tudo está caminhando errado, está tudo muito solto, desalinhado, e por mais que a gente corra, se dedique, se esforce, tudo parece continuar na contramão de onde estamos tentando chegar. A vontade que nos dá é de jogar tudo para o alto, largar tudo, desistir de tudo, ou apenas cruzar os braços e ficar só observando tudo passar, esperando até que tudo volte a seu lugar, e comece a nos proporcionar oportunidades favoráveis. Alguns dias são extensamente pesados, algumas fases parecem infindáveis e com situações insolucionáveis. E "impotência" é a sensação que parece se agigantar dentro da gente, quando já não conseguimos obter os resultados que estamos buscando. Porém, nada prevalece para sempre imutável, dias ruins passam, assim como as fases difíceis também não se perpetuam, e os dilemas por mais complicados que sejam, se solucionam. Tudo, sem exceção nenhuma, acontece sob o olhar de Deus, e nada, sem exceção nenhuma, consegue fugir do controle dEle. Ele é o "Senhor das horas", e sabe controlar o tempo de cada coisa, e conduz o tempo certo para que cada coisa chegue, permaneça, ou saia da vida da gente. Então, sosseguemos nossas aflições e frustrações, porque os desafios estão apenas nos fortalecendo para o "tempo das vitórias", que Deus está cronometrando para chegar no tempo da gente.


A palavra para hoje é PACIÊNCIA.


terça-feira, 25 de julho de 2017

ESVAZIE SUA BAGAGEM.


                     Tem horas que as coisas em nossa vida não fluem, tudo parece estático, rotineiro, e desmotivador. Tem horas que as pessoas com quem mais esperamos contar se afastam de nós, e aquelas que cultivamos com tanta consideração e que colocamos tantas expectativas sobre elas, não nos correspondem na mesma proporção em que nos doamos. Tem horas que estamos tão cheios de planos, rodeado por tantas pessoas, contudo, os planos fracassam ou não saem do lugar, e muitas pessoas se ausentam de nossa vida enquanto não estamos sendo convenientes para elas. Nossa vida está tão "cheia" de pessoas e projetos, e ao mesmo tempo tão "vazia" dessas presenças e dos resultados prósperos. Por isso, muitas vezes é preciso "esvaziarmos" nossa bagagem de vida, é preciso "reavaliamos" o que estamos levando que está apenas causando peso e ocupando espaço, mas que não estabelece realmente um propósito, e nem nos ajuda diante da nossa viagem pela vida. Chega um momento, num determinado ponto de nosso caminho que não podemos perder tempo, desperdiçar esforços e nem dedicação a quem não sabe retribuir ou agradecer. Então, nessa parte do trajeto é necessário sermos "práticos" e "objetivos". Nossa bagagem deve ter o peso que possamos carregar sem lamentações, sem arrependimentos, sem feridas abertas, e sem insatisfações. Dessa forma, a gente precisa "esvaziar", liberar espaço, deixando fora tudo o que não soma positivamente, deixando para trás velhos projetos que não deram certo, desamarrando laços que se tornaram "nós", nos libertando de certos "apegos" desnecessários, de alguns propósitos inviáveis, e nos distanciando de pessoas que só nos ferem ou nos subestimam. Encerrar ciclos é imprescindível, e isso só é possível quando esvaziarmos nossa bagagem, porque só assim conseguiremos seguir com mais leveza, abrindo espaço favorável para outras coisas, outras pessoas, e novos projetos.

A palavra para hoje é DESPRENDIMENTO.


segunda-feira, 24 de julho de 2017

QUANDO O GUERREIRO ENFRAQUECE.


                 Muitas vezes por um motivo aparentemente concreto, visível, ou por uma angustia interior, ou mesmo por alguma coisa que nem mesmo sabemos identificar o que é, nos sentimos "fracos", doendo, sangrando por dentro, e em meio a esses "tormentos" e a nossa "fragilidade", ninguém percebe o quanto estamos enfraquecidos, cansados, em cacos. O que ocorre é que geralmente a maioria das pessoas nos vêem como "fortes", como guerreiros que não tombam, que não caem, e que não perdem as suas forças. Mas há dias em que estamos vulneráveis, frágeis, nos sentindo impotentes, com dúvidas, insegurança, medo, vazios, muitas perguntas sem respostas, e muitos esforços sem retorno. Todavia, não somos inatingíveis, somos tão suscetíveis a dor e ao sofrimento quanto qualquer outra pessoa, embora as outras pessoas normalmente não percebam nossas aflições, e dessa forma os nossos vazios se extensionam ainda mais, porque nos sentimos sozinhos e invisíveis aos olhos da humanidade. Não é fácil realmente seguir em frente em dias assim, mas há um lugar que restitui nossas forças, preenche todos os nossos vazios, responde nossas perguntas, e nos aconchega o espírito. Esse lugar? O "colo" de Deus. O único lugar que reconstrói os guerreiros quando estão quebrados e feridos. Portanto, por mais que estejamos aflitos, doendo e danificados, Deus sempre nos erguerá novamente, se recorrermos a Ele.

A palavra para hoje é RESTAURE-SE.


sexta-feira, 21 de julho de 2017

O QUE FOR PRA SER SEU VIRÁ ATÉ VOCÊ.


                             Acontece em alguns percursos do caminho momentos em que você está super disposto, determinado, focado em realizar um propósito, confiante de que tudo vai dar certo. Você fez os planos, você tem os planos, e se esforça intensamente para conseguir conquistá-los, trabalhando para realizar todas as metas que te levem ao resultado final: a concretização do seu objetivo. Só que de repente, no meio do caminho você é surpreendido por mais obstáculos do que imaginava encontrar, um desafio atrás do outro, inúmeras impossibilidades, e daí aquilo que parecia que estava tão próximo e possível de chegar em suas mãos, perde todas as chances de acontecer. Triste não é mesmo? Decepcionante e revoltante, e além de ser um balde de água fria jogado em seus planos, você se pega pessimista, achando que só pra você as coisas não dão certo. Pura ilusão sua! Um grande equívoco seu, e você sabe disso. Obviamente no momento que vemos nossas expectativas indo por água abaixo, ficamos tristes e desapontados, mas nos julgarmos "injustiçados" com relação aos outros sobre o mérito de realização dos nossos propósitos, é desacreditar da ação divina. Porque Deus em sua infinita e extraordinária maestria de agir, administra todas as vidas, todas as coisas, e todas as horas, sendo assim, um fracasso, uma perda, ou uma derrota no meio caminho não quer dizer que as possibilidades de realização acabaram. Ele sabe o que deve vir, e quando deve vir, portanto, nessas situações de perspectivas ao chão, não se apavore e nem se revolte, apenas confie nEle! O que é para ser dado a você jamais deixará de ser entregue.

A palavra para hoje é ACREDITAR.


quinta-feira, 20 de julho de 2017

SEJAMOS MOTIVADOS COMO AS CRIANÇAS.



                    Passar por alguns períodos de nosso cotidiano muitas vezes é desanimador demais, porque a gente se sente exausto, naquela fase em que nada de extraordinário acontece, nada de inovador surge para quebrar a nossa rotina diária e nos trazer aquela alegria inspiradora. Nada de positivo dar certo, nenhum fato agradável e gratificante acontece, e nenhuma notícia promissora sobre aquilo que tanto aguardamos chega para nos surpreender, e normalmente os dias assim ficam cada vez mais sem graça e desestimulantes. E ao contrário daqueles períodos de motivação, prósperos e cheio de constantes realizações, satisfações e possibilidades, essas fases indesejadas muitas vezes duram mais tempo para passar do que esperamos, e enquanto isso, nos "alegrarmos" parece uma ação quase impossível. Porém, a vida é sempre cheia dessas constantes "altas e baixas", e por isso geralmente não temos como escolher vivenciar apenas os dias favoráveis, mas podemos estar no controle de nossas emoções, nos policiando para que não nos entreguemos ao descontentamento, a desmotivação, ou as lamentações, para não esquecermos de aproveitarmos as coisas boas que estão em nosso ambiente, e que deixamos de valorizar. Façamos então como as crianças, que vivem com a alma leve, o sorriso no rosto, e o coração sempre contente, diante de todos os dias, apesar dos altos e baixos.

A palavra para hoje é ÂNIMO.


quarta-feira, 19 de julho de 2017

FAÇA VOCÊ A SUA PARTE.



                 Facilmente podemos nos "decepcionar" quando colocamos a maioria de nossas expectativas na "dependência" das atitudes de outras pessoas. Assim como as palavras, "promessas" são apenas promessas se não houver a "ação" de materializá-las sob a forma de resultados concretos. E muitas vezes na ânsia de progredir,, de acertar, de concretizar um objetivo, acabamos nos "iludindo" com as "promessas" e "compromissos" de pessoas que terminam realmente não se comprometendo conosco. Mas se a decepção nos atinge, na maioria das vezes somos culpados. Porque de certo modo, "esperamos" demais pelos outros, quando poderíamos estar direcionando nossas perspectivas e esforços para vários horizontes, materializando nossas expectativas, mesmo que com muito sacrifício, mas sem ficarmos parados no caminho, esperando que um determinado alguém haja por nós, e faça aquilo que a gente poderia fazer, mesmo que de outra forma, ou por outras vias. Não é errado acreditar e aguardar pelas promessas de algumas pessoas, o erro acontece quando a gente coloca a realização de nossos propósitos totalmente sob a responsabilidade alheia, deixando de explorar outras possibilidades e oportunidades. Nossas "construções" tem mais chances de progresso quando nós mesmos cavamos o alicerce.

A palavra para hoje é EMPENHAR-SE.