quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

RESISTIR ÀS TEMPESTADES NO PERCURSO DO CAMINHO.


                Há que ser forte mesmo quando as decepções roubarem tuas forças. Há que sorrir mesmo quando teu coração estiver afogado em lágrimas. Há que persistir mesmo quando os obstáculos tentarem te fazer desistir. Há que resistir mesmo quando as circunstâncias tentarem te combater, e há essencialmente que orar, mesmo quando você achar que Deus não está te ouvindo. Diante das tempestades da vida, ninguém levanta depois da queda sem arranhões no corpo, ou sem dores na alma. E após os vendavais, o tempo fecha as feridas, mas deixa como troféu as cicatrizes. Aquele que optar por vencer, por lutar, por não desistir, por tentar, por ousar, por sonhar e voar, não ficará ileso das quedas, das dores, das lágrimas e nem das frustrações, mas se ainda assim, decidir seguir adiante, há que ser extensamente resistente, para vencer as barreiras do mundo, e as suas próprias limitações. Nenhum caminho é trilhado apenas às margens de um jardim, geralmente o percurso é desigual, com deformidades, buracos, pedras, curvas, estreitamentos, ladeiras, e por vezes, com fortes vendavais e chuvas torrenciais. O trajeto às vezes parece impossível, mas é percorrível, e vale a pena, desde que haja propósito de chegarmos ao seu destino final. 

A palavra para hoje é SUPERAÇÃO.



terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

DESAPEGAR-SE DO QUE NÃO NOS SERVE MAIS.



                Inúmeras vezes insistimos em levar adiante certas situações que já estão condicionadas ao fracasso, insistimos em estender ainda mais alguns problemas que achamos poder resolver. Noutras vezes, insistimos em conduzir algumas pessoas em nossa vida que só nos trazem decepções, ou que nada acrescentam ao nosso dia a dia. Diante dessas circunstâncias é preciso eliminar pessoas ou processos pelos quais adquirimos apenas sofrimentos e frustrações. Limpar as gavetas da alma, se desligar, excluir, jogar fora o que não serve e finalizar ciclos, é essencial para que a vida se estenda para novos horizontes. Dar adeus nem sempre é fácil, porém algumas coisas só chegam e entram em nossa vida quando nos desapegamos e nos despedimos de outras, e quando estamos com espaços disponíveis para elas. Algumas conquistas são para sempre, alguns laços duram uma vida inteira, outros laços se tornam “nós”, e inevitavelmente precisam ser desamarrados ou cortados. Alguns caminhos se estreitam e viram trilhas, dai é preciso mudar a rota, ou mudar o destino. E diante de muitos percursos e situações, para podermos continuar seguindo é necessário fazer “renúncias” e “virar a página”.

A palavra para hoje é DESPRENDIMENTO.


(Mariana Helena de Jesus)
@marianahelenadejesus

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

O FLORESCER DAS MUDANÇAS.



                    Mesmo quando tudo parecer imutável, rotineiro e a mesmice dos dias te levarem a expectativa pelo inusitado e pelo inovador, não se permitas vencer pela inalterabilidade do agora. O extraordinário não acontece quando você ousa mudar o destino, mas quando você muda algumas de suas rotas. Você pode envelhecer passando o resto de sua vida vivendo dias iguais, monótonos, sem grandes feitos, e sem emoções, ou então, você, diante do seu descontentamento com o atual contexto em que vive, ousa ir de encontro à rotina, buscando novos objetivos, criando novas metas, mentalizando realizações, e alterando seu ambiente com bom humor e positividade. Assim como uma erva daninha pode interferir na vida saudável de um jardim, um coração cansado e uma alma desmotivada impedem que uma pessoa floresça diante de sua existência. Tudo é uma questão de atitude e de escolhas, e mudar alguns hábitos pode promover grandes mudanças. Apesar dos dias nublados, “todo dia” é uma nova oportunidade de renascimento, de transformação, de mudar o caminho, e redescobrir-se, descobrindo diante da vida inúmeras possibilidades. “Todo dia” é dia de florescer.

A palavra para hoje é RENOVAÇÃO.



sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

AUDÁCIA PARA VOAR ALTO


                    Muitas vezes são as limitações que nós mesmos colocamos a frente de nossos projetos e de nossas expectativas que nos condiciona a permanecermos estagnados no caminho. Não basta apenas desejar e projetar, é necessário na maioria das vezes que algumas coisas sejam modificadas, remanejadas ou dispensadas para que possamos realmente atingir a reta que nos leva a realização. Nem sempre temos uma atmosfera positiva conspirando a nosso favor, e nem sempre vamos encontrar pessoas que se predisponham a nos ajudar, sendo assim, somos nós que assumimos as rédeas do nosso presente, e administramos o controle dos nossos passos. Se precisarmos quebrar barreiras, fazer renúncias, mudar o trajeto e aumentar o passo, que façamos então. Que ousemos ir de encontro a tudo que tenta nos limitar, nos diminuir ou nos impedir de voar. Correr riscos é inevitável, e algumas vezes quem ousa ir até o limite do céu pode quebrar as asas, mas a sensação única e indescritível de tocar as estrelas, só sabe quem ouve a inspiração do próprio coração, e decide enfrentar o medo para alçar voo.

A palavra para hoje é CORAGEM.



quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

A PACIÊNCIA DURANTE O CAMINHO.


                 Você nunca está sozinho em meio às adversidades de sua vida quando há contigo a fé no altíssimo, porque todo o céu conspira a teu favor. Quando você chora e se desespera, Jesus pacientemente ouve teus prantos e se coloca do teu lado, até que você acalme o coração. Quando você persiste e insiste por tantas vezes diante de um mesmo propósito, Ele se coloca a tua frente como escudo, para você conseguir passar por todos os obstáculos do caminho. Quando você ora, e acha que Deus não te ouve, Jesus tenta te mostrar diversos sinais que te revelem a resposta do Pai, embora você na maioria das vezes não perceba. E quando teus planos não se realizam como você desejou, muitas vezes você não entende, ou não aceita o “porquê” de Deus ter permitido que tal coisa tenha te ocorrido, então Jesus novamente te abraça para abrandar a tua rebelia e tua angústia, e sussurra baixinho ao teu ouvido “Por favor, confie no tempo do meu Pai”. De certo, somos impacientes e muitas vezes agimos de forma irracional, em virtude da pressa que nos impulsiona para chegarmos rapidamente onde queremos, da maneira mais veloz possível. Mas, necessitamos agir sabiamente, para compreendermos que as “demoras” de Deus são unicamente “tempo de aprendizado”, onde a maior lição é a paciência.


A palavra para hoje é ESPERA.



quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

INSISTIR SEM OUSAR DESISTIR.



                   Não há como você enfrentar os desafios do seu cotidiano se não tiver esperança para seguir adiante. Não há como você se reerguer depois de um tombo ou de uma queda no fundo do poço, se não acreditar que pode levantar. Não há como cicatrizar um ferimento na alma, se não lavar com lágrimas as amarguras ou rancores que povoam seu coração. Não poderá recomeçar após uma perda ou fracasso, se não revestir-se de fé. Mas, quaisquer que sejam os esforços que você precise realizar para sair do ponto em que se encontra, precisará estar ciente que ainda poderá surgir muitos outros obstáculos, e poderá ser confrontado com muitos vendavais soprando contra você. E o que vai te ajudar a seguir em frente é o teu ímpeto em não desistir, e a tua vontade de mudar o que não está sendo positivo e promissor. Tropeçar ou cair é uma das consequências de quem decide seguir, assim também, como levantar, insistir e vencer. Os resultados são fatores determinados pela ação de agir e reagir, e você até supera a decepção do fracasso daquilo que tentou e não deu certo, mas dificilmente se conformará por ter desistido de algo que lá na frente teria obtido o sucesso.

A palavra para hoje é PERSISTÊNCIA.




sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

A NECESSIDADE DA INDULGÊNCIA.


             Muitas pessoas costumam guardar rancores no coração contra alguém que lhe decepcionou, que lhe feriu, lhe humilhou, ou que usou da covardia humana para lhe prejudicar. Atitudes e pensamentos desse tipo podem fluir de qualquer um, mas não se pode deixar que seja levado adiante e se torne um hábito. Revidar uma ofensa com a mesma moeda é tornar-se maior que o outro em perversidade. Não vale a pena. Cultivar mágoas antigas é plantar um pé de espinhos no próprio coração, que vai lhe furar o tempo inteiro. Tornar-se amigo de quem se coloca como seu inimigo realmente pode ser uma missão quase impossível, e embora possa acontecer, ninguém é obrigado a criar laços de afeto com quem lhe causou algum mal, mesmo que o ocorrido já tenha sido desculpado. Contudo, tentar entender a didática que Deus usa para trabalhar as pessoas e as consequências de seus atos é crucial, e nos permite compreender a importância e a grandeza de desculpar aqueles que nos feriu com a ação de suas próprias deficiências humanas e limitações espirituais. Alimentar rancores, desejos de vingança e maldades contra o próximo é sentenciar a pena de tortura para nós mesmos. Mas entregar nossos ferimentos a Deus, é permitir que Ele providencie a justiça ao modo Dele, e não ao modo dos homens. Dessa forma, limpar o coração de sentimentos malévolos e mesquinhos, é plantar a paz e a justiça dentro da gente. Só encontra a tranquilidade e o equilíbrio aquele que segue adiante sem carregar consigo o peso dos rancores vividos.

A palavra para hoje é PERDÃO.