sexta-feira, 24 de março de 2017

ERGUER-SE APESAR DAS QUEDAS.


             Nem sempre estamos preparados para cairmos e nos levantarmos imediatamente, pois lidarmos com a dor nunca é algo prático, mesmo que frequentemente sejamos feridos. Muitas vezes o tombo é inevitável, a queda é brusca, e por​ isso levantarmos firmes pode levar um tempo. Mas, sejam quais forem as circunstâncias, nenhuma queda é mais forte do que aquele que deseja levantar. Portanto, cair pode doer, e doer muito, mas já escreveu um certo autor desconhecido "toda dor um dia passa", e assim, ninguém permanece para sempre no chão, exceto se ele quiser desistir, porque "erguer-se" faz parte da rotina dos "fortes" e "persistentes", que não se intimidam com os ferimentos das quedas.

A palavra para hoje é RESISTÊNCIA.


quinta-feira, 23 de março de 2017

SABEDORIA PARA FALAR E AGIR.


              Bem sabemos que as palavras proferidas "não" podem ser apagadas como se não tivessem sido ditas, e que uma atitude projetada já "não" deixará de ser uma ação executada, e nem tampouco o tempo poderá ser "recuperado" depois de perdido. A vida flui cotidianamente assim, como um rio que segue correnteza abaixo, tudo é impulsionado para seguir adiante, se não ficar no ponto onde está, as águas levarão para frente, por isso fazer o percurso de volta torna-se praticamente impossível. Portanto é indispensável saber se conduzir pelos "altos" e "baixos" fluxos das marés da vida. E assim, "medir" as palavras e ações é uma sabedoria necessária, pois quando não dar mais para voltar atrás diante de algo que foi dito ou feito, não se pode "recuperar" o tempo com lamentações e arrependimentos, e nem se pode "reparar" danos apenas com desculpas o tempo todo. Então, a "atenção" diante dos próprios atos nunca será desperdício de postura.

A palavra para hoje é PRUDÊNCIA.


quarta-feira, 22 de março de 2017

FIRMEZA PARA LEVANTARMOS E CONTINUARMOS.


          E quando as respostas não chegam diante do tempo que planejamos, quando os resultados não se concretizam no prazo que esperávamos, quando as portas se trancam mediante nossas investidas, ou quando nossas tentativas de nada adiantam perante nossos esforços, é quando geralmente nos angustiamos, nos desesperamos, às vezes até perdemos a esperança, ainda que temporariamente. Mas sob algumas circunstâncias desfavoráveis, em meio aos fracassos repetitivos e inevitáveis, chegamos a fraquejar na fé, a duvidarmos do futuro, a pensarmos em desistir, ou desejamos sumir do mapa. Nos momentos de desespero, de intensa preocupação, quando queremos resolver as nossas pendências, concluir os nossos projetos, e não temos mais o que fazermos​ para atingirmos os resultados esperados, nos sentimos vulneráveis, enfraquecidos, e impotentes, porém, é diante desse momento de total enfraquecimento, no qual nos sentimos no fundo do poço, que temos que nos "reerguermos" e nos "restaurarmos", porque quando parecer que chegamos ao "fim" significa que ainda temos a opção de "subirmos", de "levantarmos" e "recomeçarmos" outra vez.

A palavra para hoje é FORÇA.

CONTROLAR O DESESPERO PERANTE AS TEMPESTADES.


              "Desesperar-se" no meio de uma tempestade não faz a chuva parar, nem tampouco ficar "ansioso" e "aflito" diante dos vendavais vai fazer o vento mudar a direção. A verdade é que em meio aos temporais que atravessamos perante alguns momentos ou fases de nossa vida, muitas vezes nos angustiamos, nos desesperamos, ficamos impacientes, indignados, frustrados, desesperançados, e dessa forma nos alimentamos de pessimismo, de sofrimentos, e nos desgastamos emocionalmente, desequilibrando nosso humor e o nosso senso racional para lidarmos serenamente com os desafios. Em virtude de tudo isso, é extremamente​ importante aprendermos a nos "tranquilizarmos" perante as situações turbulentas, pois quando as soluções dos nossos problemas estão distantes de nossas mãos, é preciso mantermos "quietos" o coração e o pensamento, para darmos "tempo" ao tempo, até que a tempestade cesse e o sol reapareça. 

A palavra para hoje é CALMA.


segunda-feira, 20 de março de 2017

NÃO DESISTIRMOS DIANTE DAS LIMITAÇÕES DO HOJE.


               É preciso que estejamos "fortes" para enfrentarmos mais um dia, é necessário que sejamos "resistentes" para não nos deixarmos abater pelas dificuldades que possamos encontrar hoje durante o caminho, e é imprescindível que sejamos "otimistas" para continuarmos nos esforçando diante de nossos propósitos. É preciso que tenhamos "fé" para acreditarmos que o melhor está por vir, e "coragem" para não desistirmos mediante as limitações do trajeto, porque "desistir" é o que não pode fazer parte de maneira alguma das nossas atitudes em prol de nossas realizações. Nenhuma batalha é fácil, do contrário, não haveria a necessidade de lutarmos, e os que vencem a luta são justamente aqueles que desacreditam da derrota. E por mais pesado que seja o peso sobre nossos ombros, sempre haverá a mão de Deus nos ajudando a segurar o nosso fardo.

A palavra para hoje é PERSISTÊNCIA.


sexta-feira, 17 de março de 2017

NÃO TEMER FALAR A VERDADE.


              Algumas vezes "omitimos" algum detalhe de uma situação para evitarmos transtornos para nós mesmos ou para alguém. Noutras vezes, perante um determinado contexto deixamos de dizer o que realmente queríamos, ou o que sentíamos, só para evitarmos desconfortos, conflitos, ou indiferenças. Na maioria das vezes, diante de algumas "omissões", de alguns "silêncios", ou até mesmo de algumas "inverdades", a nossa intenção é benévola, porque de alguma maneira estamos buscando manter a "harmonia" dentro de uma situação, ou tentando nos "proteger" de um atrito, ou ainda, querendo ajudar outro alguém. No entanto, sob algumas dessas circunstâncias, na intenção de "ajudarmos" podemos acabar "atrapalhando", "complicando" ainda mais uma questão em evidência, ou nos colocando em "confronto" com outras pessoas. Por isso, por pior que seja a situação, por mais difícil e turbulenta que ela se apresente, estarmos posicionados com a "verdade", é sempre a coisa mais prudente para fazermos, pois uma verdade que dói, que não agrada, ou que desaponta alguém, poderá não ser vista da melhor forma, mas será sempre uma verdade, e apesar de tudo, não correrá o risco de ser descoberta depois como algo irreal, ao contrário da "mentira" e da "omissão" quando perdem suas máscaras da ilusão. 

A palavra para hoje é SINCERIDADE.


quinta-feira, 16 de março de 2017

OS PORQUÊS QUE NÃO COMPREENDEMOS.


            Quisera que a vida fosse simples, providencial, e imediata perante os propósitos que aspiramos, e diante das rotas que decidimos trilhar. Muitas vezes nossos projetos e objetivos parecem fáceis, e que rapidamente conseguiremos alcançar as realizações. Nos dedicamos, nos esforçamos, sonhamos, fazemos nossos planos, criamos nossas expectativas, e confiamos nas perspectivas que apontam resultados positivos. Mas, muitas vezes apesar de fazermos tudo certo, de fazermos tudo o que está ao nosso alcance, parece que de nada adiantaram os nossos esforços, porque surgem tantas limitações no percurso, tantos obstáculos inesperados nos surpreendem, e tantas impossibilidades nos empurram para trás, que ficamos sem​ entender o "porquê" de tais dificuldades, o "porquê" de tantas barreiras, o "porquê" de tantas demoras. É difícil realmente ver nossos planos paralisados, nossas expectativas frustradas, e nossas esperas ampliadas, contudo, é preciso não "desistirmos", e nem perdermos a "esperança", sobretudo é preciso lembrarmos que há situações que não podemos intervir, apenas esperar, pois acima dos nossos planos estão os propósitos de Deus, e Ele sabe de todas as coisas, das nossas necessidades, dos nossos anseios, e de todas as "horas oportunas" para que cada coisa aconteça no seu devido tempo.

A palavra para hoje é PACIÊNCIA.