segunda-feira, 24 de abril de 2017

ANALISAR OS PERCALÇOS DO CAMINHO.



              As "dúvidas" não podem permanecer mediante um percurso que decidimos trilhar. O "medo" não pode impedir que novos passos sejam dados diante do objetivo que queremos conquistar. Mas, "desistir" ou "continuar" são dilemas que naturalmente surgem no meio do caminho, também no início ou já no final, e esse sentimento de "hesitação" e de "insegurança" geralmente aflora quando as dificuldades se apresentam, quando os resultados esperados não se edificam, ou quando as nossas expectativas fracassam. Portanto, por vezes é natural "indagarmos" a nós mesmos ou a Deus, sobre o que devemos fazer, também nos pegamos tentando achar respostas, querendo saber se estamos fazendo a coisa certa, se devemos mudar o trajeto, se melhor seria trocar a rota, mudar o objetivo, ou desistir do alvo. E quando nos enchemos de "dúvidas" e "porquês" diante de algo que estamos tentando realizar, é porque não temos a plena "certeza" se estamos no caminho certo ou se devemos parar, então, sob esses aspectos é fundamental "analisarmos" e "reavaliarmos" os prós e contras da situação e do nosso trajeto, e daí tomarmos a decisão mais coerente, e fazermos a escolha mais favorável.

A palavra para hoje é REPENSAR.


sexta-feira, 21 de abril de 2017

NÃO DEIXAR AS DIFICULDADES NOS PARALISAR.



           Encarar a vida com todos os seus mistérios, desafios, e limitações, não é nada fácil, e requer muita ousadia, determinação, força e resistência, pois as batalhas e problemas cotidianos são frequentes e com dificuldades cada vez maiores. Algumas situações são desesperadoras, decepcionantes, injustas, e alguns dias são pesados, aliás, praticamente impossíveis de se viver. Mas a vida é justamente isso, esse mixto de experiências, boas e dolorosas, valiosas ou sacrificantes, vitoriosa ou fracassantes, alegres e tristes. Porém a vida é uma escola diária que nos permite crescer, amadurecer, evoluir... E apesar de todos os pesares, de todas as adversidades, não dá para parar no caminho e desistir, por isso, independente das dificuldades, sejam elas quais forem, é necessário ter "valentia" e "audácia" para enfrentar as responsabilidades e "continuar" na luta.

A palavra para hoje é CORAGEM.

(Mariana Helena de Jesus)


quinta-feira, 20 de abril de 2017

SABER AGUARDAR O TEMPO DAS RESPOSTAS.


             Muitas de nossas preocupações, de nossas ansiedades​, de nossas insatisfações e desmotivação, são consequências de resultados "não obtidos" diante de situações as quais aguardamos respostas positivas. "Aguardar" é sempre um processo difícil, especialmente quando envolve a resolução de problemas que roubam a nossa tranquilidade. E da mesma forma que não conseguimos atropelar a naturalidade do tempo, e "adiantar" o período de uma noite para chegarmos logo ao dia seguinte, há também determinadas situações problemáticas que enfrentamos, em que nada do que fizermos irá "acelerar" o tempo que trará a solução para os nossos dilemas. E é diante de circunstâncias como essas, que cultivar o exercício da "paciência" é o único "caminho de equilíbrio", que pode nos fazer suportar serenamente as aflições que nos angustiam sem hora certa para terminar.

A palavra para hoje é ESPERAR.


quarta-feira, 19 de abril de 2017

ASAS DA FÉ.


           Sob as tempestades de nossa vida, nos momentos de provações, nas fases de sofrimentos, e nos trajetos de dificuldades, normalmente ficamos "cansados", "enfraquecidos", "desmotivados", e muitas vezes vamos ao chão no ápice do desespero, por não estarmos conseguindo carregar o nosso fardo, por não estarmos conseguindo trilhar​ um caminho cheio de pedras e de espinhos. Porém, todos nós fraquejamos em algum momento, porque somos humanos, anjos terrestres com asas invisíveis, e por assim sermos, geralmente não vemos nossas asas, então esquecemos que podemos "voar". Voamos por meio da "fé" que nos transporta de um lugar a outro quando tudo parece impossível, fé que impulsiona nossa "força interior" a nos "reerguer​", nos motivando a "persistir", a "reagir", e a "continuar", mesmo quando o percurso parece intransitável, e que não suportaremos carregar o peso que está sobre os nossos ombros. Podemos até cambalear, diminuir o passo, mas "desistir" jamais"! Suportamos, nos restaurarmos, e seguimos adiante sempre, e isso nada mais é do que "voar" com asas invisíveis, um "voo" com asas da fé, e por isso é que nos superamos sempre, pois não nos permitimos ficarmos caídos​ o tempo todo.

A palavra para hoje é LEVANTAR-SE.


terça-feira, 18 de abril de 2017

SÓ REFLORESCE QUEM ACREDITA QUE PODE.


           Ainda que algumas vezes o solo dos nossos sonhos pareça infértil para nossas realizações, e o chão para a edificação de nossos projetos pareça instável para as nossas construções, e ainda que a árvore de nossas expectativas pareça seca para florescer nossos anseios, ainda assim, sob todas essas circunstâncias, e diante de todas essas impressões pessimistas e desmotivadoras, é preciso "acreditar". Não devemos desacreditar que um solo "aparentemente improdutivo" possa ser replantando com novas mudas, e nem desacreditar que uma árvore seca e "aparentemente morta", possa reflorescer e dar bons frutos novamente. "Acreditar" é um sopro de vida que espalha sementes por onde quisermos plantar. "Acreditar" é uma seta que nos mostra novas portas e possibilidades. Por isso quando nos mantemos "otimistas" mesmo quando o contexto a nossa volta parece totalmente desfavorável, não perdemos nossa capacidade de reagir, de persistir, e de recomeçar.

A palavra para hoje é ESPERANÇA.


(Mariana Helena de Jesus)

segunda-feira, 17 de abril de 2017

APESAR DOS DIAS DIFÍCEIS, CONTINUAR.


                Para alguns a vida geralmente flui mais facilmente, próspera, vitoriosa, sem grandes fardos, sem muitas turbulências, sem complicações insolucionaveis, sem projetos irrealizáveis, e nem relacionamentos conturbados e conflituosos. Para outros, de fato a vida vem em frequentes ondas de "altos e baixos": dias ruins, dias bons, dias muito ruins... E muitas vezes para cada coisa boa que acontece, outras negativas acabam surgindo, nos desmotivando mediante a nossa batalha cotidiana, e diante de tantos esforços diários, de tantos sacrifícios em meio aos desafios que surgem, a vontade de "desistir" também aparece. Contudo, se nos "prendermos" a tudo aquilo que nos acontece de desfavorável, pensando em desistirmos, então não sairemos mais do lugar, e nos afogaremos em angústias, lamentações, desânimo, e talvez até nos preenchamos de revoltas e pessimismo. Olhar para trás, ficar remoendo os fracassos, os erros, as dificuldades, as injustiças e as limitações, não trás sucesso, não muda os resultados, e só nos atrasa perante o percurso que ainda precisamos percorrer, pois a vida não pára.

A palavra para hoje é PERSISTIR.


quinta-feira, 13 de abril de 2017

NÃO DESACREDITAR DA AÇÃO DIVINA.


              Mesmo quando imaginamos que diante de certas circunstâncias tudo está perdido, que todas as portas se fecharam, e que não há mais nenhuma luz no fim do túnel, repentinamente tudo pode mudar. Os caminhos de Deus para a gente muitas vezes parecem tortuosos, mas não são. Nós é que perante os períodos das adversidades temos a impressão de não conseguirmos ultrapassar os obstáculos, que não suportaremos o peso de nosso fardo, e que se extinguiram todas as nossas possíveis oportunidades. No entanto, é o nosso medo do fracasso, medo da decepção, e nossa fé duvidosa, que geralmente nos cega perante as perspectivas de dias melhores, perante as chances de mudanças favoráveis, e sobre a capacidade extraordinária da ação divina. Diante de Deus tudo o que parece impossível torna-se realizável, tudo que parece o fim tem recomeço, tudo que parece imutável é transformado, e tudo que parece incurável é restabelecido, o que falta em nós é apenas "acreditarmos" fielmente no tempo do Pai, pois Ele nunca deixa de agir a nosso favor, especialmente quando nada mais parece dar certo.
A palavra para hoje é CONFIAR.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

CHAME A DEUS.


               Diante de determinados momentos ou de certos dias, alguns degraus da nossa vida parecem mais alto para subirmos, ou quem sabe estamos tão exaustos do fardo que temos carregado que tudo a nossa frente parece um obstáculo, e talvez maior do que realmente seja, e estejamos nos limitando a olharmos​ a subida apenas sob uma única perspectiva. Porém quando nos sentirmos assim, cansados, desanimados, desacreditados, e jogados ao acaso dos dias difíceis, deixemos então que o nosso cansaço nos leve ao chão, que nos faça dobrar nossos joelhos, e que ao invés de olharmos negativamente para a escada que precisamos subir arduamente, olhemos para o alto, em direção do céu, numa única perspectiva: Deus. Chamemos a Ele, Pois somente Ele pode nos "fortalecer" e nos "restaurar" perante os momentos em que achamos não sermos capazes de carregarmos pesos tão grandes.

A palavra para hoje é ORAÇÃO.


terça-feira, 11 de abril de 2017

CONTROLAR-SE PERANTE AS SITUAÇÕES INDESEJÁVEIS.


            Esbravejar não fortalece ninguém em meio a uma situação conflituosa, e revoltar-se não muda as atitudes e opiniões alheias​. Lamentações não altera os resultados indesejados, e nem ansiedade e euforia adianta os ponteiros do tempo. Também a pressa e a precipitação só acabam atrapalhando o processo de realização de um propósito. Por isso, o segredo para não se perder no meio do caminho, e nem colocar alguma coisa a perder, é ter "coerência​" mediante toda as situações problemáticas, e diante de todas as circunstâncias que não se apresentam favoráveis. Pois perante alguns contextos, por mais que você se rebele, e grite, ou mesmo que você subitamente tente trocar os pés pelas mãos, o mundo não vai te ouvir, a vida não vai te aplaudir, e nem as consequências de teus atos vão trazer resultados positivos. Então, muitas vezes é preciso "controlar" a fúria das insatisfações, para aprender a se conduzir melhor nos momentos em que é essencial manter a calma.

A palavra para hoje é PACIÊNCIA.


segunda-feira, 10 de abril de 2017

APRENDER A ADAPTAR-SE AOS OBSTÁCULOS DO CAMINHO.


              Muitas vezes não é o "caminho" que escolhemos trilhar para chegarmos em um lugar que será um "obstáculo" perante nosso percurso, algumas vezes "nós" mesmos é que somos nossas próprias "barreiras", ao nos "limitarmos" diante das provas que tentam nos "impedir" de chegarmos ao ponto que planejamos. Portanto, embora alguns "fatores" imprevistos e desfavoráveis nos obrigue a "mudar" a rota natural de nosso trajeto, e por mais que algumas "tempestades" e "vendavais" nos faça tombar, ou nos impulsione a nos curvarmos diante das circunstâncias inevitáveis, ainda assim, podemos continuar "firmes" e "resistentes". E mesmo que as situações problemáticas provoquem "mudanças" as quais não planejavamos, se aprendermos a "resiliarmos", nos "adequando" mediante os contratempos do caminho, então saberemos como continuarmos sempre de pé.

A palavra para hoje é ADAPTAÇÃO.


sexta-feira, 7 de abril de 2017

SABER DRIBLAR A DESMOTIVAÇÃO.


             Esperar pelos resultados que vêm através do tempo é muitas vezes "exaustivo" e "desestimulante", porque nem sempre conseguimos manter o mesmo "foco" e o mesmo "entusiasmo" durante todo o percurso de esforços até a realização do nosso objetivo. Inicialmente diante de todo novo propósito sempre ficamos revestidos de empolgação, otimismo e de determinação, no entanto, a medida que as limitações vão surgindo, os obstáculos se multiplicando, e o tempo alongando o nosso período de espera, ficamos muitas vezes nos sentido enfraquecidos, impotentes perante o que nada podemos fazer. Compreender os "porquês" não é tarefa fácil, especialmente quando não entendemos o "porquê" algo que já poderia ter acontecido ainda não deu certo. Porém, nos desesperarmos​, nos revoltarmos, querermos​ desistir e jogar tudo para o alto, não altera o "tempo da espera", e nem nos trás resultados favoráveis. Seguir adiante é necessário, e aprender a contornar os momentos de desmotivação é essencial.

A palavra para hoje é ÂNIMO.


quinta-feira, 6 de abril de 2017

MUDAR OS PLANOS QUANDO FOR NECESSÁRIO.


               Quando fazemos planos e montamos as estratégias para alcançarmos a realização de um objetivo, geralmente não contamos muito com as probabilidades negativas, e na maioria das vezes não damos muita importância a possibilidade de que algo dê errado, e que por isso tenhamos que desistir do nosso propósito, ou que precisemos recomeçar sob novas perspectivas. Mas, apesar de todo o "otimismo" que é necessário para alimentarmos nossos projetos e sonhos, é preciso também que sejamos "realistas" sobre nossas chances de acertos e vitórias, e estejamos "atentos" sobre possíveis "desacertos" diante da nossa rota. Então, quando algo não sair da maneira que planejamos, não deixemos que o sentimento de "fracasso" nos paralise, nos desmotive, e nem nos impeça de recomeçar. Se preciso for, que estejamos preparados para trocarmos​ o percurso, e para remontarmos novos planos, modificando nossas estratégias, e buscando uma nova opção para dar andamento aos nossos propósitos.

A palavra para hoje é MUDANÇA.


quarta-feira, 5 de abril de 2017

ESPERAR CONFIANTE NO PAI CELESTIAL.


            Ninguém é "forte" o suficiente ao ponto de nunca sentir-se "fraco" diante de alguns momentos. E ser "forte" não significa não sentir "dor", não sentir "medo", não "desmotivar-se", ou não "decepcionar-se". A "força" tem muito mais a ver com o que você pode "suportar", do que aquilo que você nunca sentiu. Só sabemos o quanto somos fortes quando testamos nossas habilidades de "resistência", por isso, não é desumano e nem incompreensível a condição de nos sentirmos "enfraquecidos" ou "frustrados", mediante alguns trechos do nosso caminho. Isso não quer dizer que perdemos a fé, apenas que o "esforço" da caminhada por vezes nos deixa "cansados", mas nunca completamente desacreditados. Pois mesmo sob certas circunstâncias estando "exaustos" da luta cotidiana, e por mais que estejamos "decepcionados" ou "desmotivados", ainda assim, não devemos "desacreditar" da "ação extraordinária" de Deus sobre nossas vidas, tal qual o exemplo de seu filho Jesus Cristo, que mesmo em meio aos maiores desafios e injustiças, jamais deixou de esperar no Pai Celestial.

A palavra para hoje é CONFIAR.

terça-feira, 4 de abril de 2017

SER MAIS FORTE DO QUE AS PEDRAS DO CAMINHO.


              Há de fato certos momentos turbulentos, situações problemáticas, e circunstâncias imprevistas que nos acontecem, que mais parecem uma teia de problemas insolucionáveis, os quais quanto mais nos esforçamos para resolvê-los, mais parece que eles enrijecem, tornando-se impermeáveis para as soluções. Muitas vezes um problema se agiganta mais do que prevíamos, e se transforma numa imensa "pedra" no meio do nosso caminho, tentando nos impedir de trilharmos o nosso percurso. Porém, devemos lembrar que um dilema que enfrentamos é como uma rocha, e assim por mais "densa" e "grandiosa" que seja, ela não é "inquebrável", nem tampouco sua "rigidez" é superior a nossa "flexibilidade" para contornarmos as barreiras indesejáveis. Portanto, diante das formações rochosas que surgem ao longo do nosso trajeto, podemos muitas vezes nos sentirmos ou parecermos "frágeis", assim como uma plantinha indefesa, sem forças para se defender e se agarrar a terra através de suas fracas raízes. No entanto, é mediante as limitações que uma simples planta torna-se "árvore resistente", à medida que ela se fortalece quando surge a necessidade de "superação", porque aprende a suportar os desafios, resistindo a dureza dos obstáculos, quebrando e ultrapassando todas as possíveis pedras do seu caminho.

A palavra para hoje é RESILIÊNCIA.


segunda-feira, 3 de abril de 2017

SER OTIMISTA ENQUANTO ESPERA.


             Se os resultados esperados ainda não chegaram da maneira que você deseja, se o caminho a ser trilhado parece mais longo do que você imaginou, e se tua motivação tem enfraquecido diante de tantas limitações, isso não é motivo para deixar que o "pessimismo" tome as rédias dos teus pensamentos, e nem que interfira nas tuas atitudes. É comum nos desapontarmos diante de alguns "imprevistos" e "demoras" que atrasam o percurso dos nossos planos, pois muitas vezes projetamos nossos objetivos dentro de um "tempo determinado", de acordo com nossas necessidades e anseios. Consequentemente, quando nossas realizações e resultados não chegam conforme esse "tempo", perdemos parte do entusiasmo e da expectativa que nos motiva a persistir. Por isso, apesar do desestímulo e do cansaço perante as impossibilidades, é essencial nos mantermos "otimistas" e "confiantes" enquanto esperamos, mesmo que as coisas ainda não estejam do jeito que desejamos, porque toda "demora" um dia termina.

A palavra para hoje é PACIÊNCIA.


sexta-feira, 31 de março de 2017

NEM PENSAR EM DESISTIR!




             Em um mundo em plena transformação, numa era cheia de turbulências, de relacionamentos conflituosos, com desafios constantes, muitas perdas e frustrações, fracassos e aflições, e incontáveis limitações, pensar em "desistir" diante desse contexto muitas vezes parece o caminho mais "prático". Realmente é "desmotivador", e tantas vezes "revoltante", lançarmos repetidamente a flecha no alvo e raramente acertarmos. É de fato "frustrante" estarmos sempre recomeçando, sem conseguirmos chegar finalmente ao destino planejado. Por isso, muitas vezes nos "cansamos", e somos invadidos pela sensação de que estamos andando em círculos, lutando em vão. Logicamente que nenhuma batalha é fácil, e ninguém passa pelos combates sem provar das quedas, das decepções, dos ferimentos, sem sentir dores, medo, angústias, e sem ser confrontado com inúmeros obstáculos. Porém, "desistir" não é viável e nem louvável para aqueles que já trilharam parte do percurso, e que "apesar" de todos os "pesares" ainda almejam realizar algum propósito.

A palavra para hoje é CONTINUAR.


quinta-feira, 30 de março de 2017

TUDO PODE MUDAR.


             Nenhuma porta estará definitivamente trancada até que se use todas as chaves possíveis para tentar abri-la. Nenhuma esperança estará totalmente perdida até que se tenha ainda oxigênio para respirar. Nenhum problema é de fato insolucionável, até que se explore todas as possibilidades de resolução. "Nada é definitivo" nessa vida, até que se dê o último suspiro. E se a vida para alguns está cheia de problemas e desafios, enquanto que para outros está repleta de facilidades, ainda assim, os momentos de limitações e de dificuldades não representam o resultado final de uma vida inteira, e nem as "impossibilidades" diante de algumas situações significa que nada mudará, e nem quer dizer que dias melhores não virão. "Toda fase é passageira", pois é de altos e baixos, e de dificuldades e de vitórias que a vida ganha vida, e segue. Tudo pode mudar positivamente à medida que acreditamos nessa possibilidade.

A palavra para hoje é FÉ.


quarta-feira, 29 de março de 2017

A CALMA NECESSÁRIA NO MOMENTO DA TEMPESTADE.


             Dizem que diante de uma tempestade em alto-mar, quando as águas se agitam, quando o vento se rebela, e quando as ondas se agigantam, os barcos parecem diminuir de tamanho diante da fúria do mar, e a sensação que se estende no coração dos marinheiros é o medo de não conseguirem sobreviver a tempestade. Mas é também diante desse "medo" que os marinheiros procuram manter a "calma", e buscam focar suas atenções na execução do que for "necessário" para que o navio suporte a instabilidade incontrolável do oceano. Contudo, estarmos em terra firme não impende que passemos pelas "tempestades" dos mares da vida, mas diante disto, devemos nos "comandar" como os marinheiros, controlando nossos "medos", acalmando o "nervosismo", e nos mantendo "serenos" em meio as turbulências e vendavais que tentam nos desviar de nossa rota, porque mesmo a tempestade passando, o que garante o "equilíbrio emocional" do marujo diante de seu barco, é seu "autocontrole" em não se afogar no desespero no momento do temporal.

A palavra para hoje é TRANQUILIZAR-SE.


terça-feira, 28 de março de 2017

A LIÇÃO DA NOSSA FASE CRIANÇA.


              E se quando crianças diante da nossa primeira queda, diante do nosso primeiro joelho ralado, a gente tivesse desistido de dar outros passos, de aprender a andar, por medo de cair outra vez, ou temendo não conseguirmos nos levantarmos se caíssemos de novo. A "coragem" e a "determinação" é parte do nosso instinto, e desde muito pequenos aprendemos a "persistirmos", uma tentativa após a outra, dia após dia, anos após anos. A nossa fase "criança" é um mestre para a nossa fase "adulta", porque nos ensina que nascemos para lutarmos por tudo aquilo que almejamos, mesmo que isso nos exija passos maiores, lágrimas, inúmeras quedas, e alguns ferimentos e cicatrizes. Portanto, se quando pequeninos não desistimos de irmos mais além, superando o medo os ferimentos, e muitos obstáculos perante nossos primeiros tombos, então, agora nesse estágio de nossa vida, não faria sentido algum a gente "desistir", abrindo mão de alguns de nossos objetivos por temermos não conseguirmos​ alcança-los.

A palavra para hoje é INSISTIR.


sexta-feira, 24 de março de 2017

ERGUER-SE APESAR DAS QUEDAS.


             Nem sempre estamos preparados para cairmos e nos levantarmos imediatamente, pois lidarmos com a dor nunca é algo prático, mesmo que frequentemente sejamos feridos. Muitas vezes o tombo é inevitável, a queda é brusca, e por​ isso levantarmos firmes pode levar um tempo. Mas, sejam quais forem as circunstâncias, nenhuma queda é mais forte do que aquele que deseja levantar. Portanto, cair pode doer, e doer muito, mas já escreveu um certo autor desconhecido "toda dor um dia passa", e assim, ninguém permanece para sempre no chão, exceto se ele quiser desistir, porque "erguer-se" faz parte da rotina dos "fortes" e "persistentes", que não se intimidam com os ferimentos das quedas.

A palavra para hoje é RESISTÊNCIA.


quinta-feira, 23 de março de 2017

SABEDORIA PARA FALAR E AGIR.


              Bem sabemos que as palavras proferidas "não" podem ser apagadas como se não tivessem sido ditas, e que uma atitude projetada já "não" deixará de ser uma ação executada, e nem tampouco o tempo poderá ser "recuperado" depois de perdido. A vida flui cotidianamente assim, como um rio que segue correnteza abaixo, tudo é impulsionado para seguir adiante, se não ficar no ponto onde está, as águas levarão para frente, por isso fazer o percurso de volta torna-se praticamente impossível. Portanto é indispensável saber se conduzir pelos "altos" e "baixos" fluxos das marés da vida. E assim, "medir" as palavras e ações é uma sabedoria necessária, pois quando não dar mais para voltar atrás diante de algo que foi dito ou feito, não se pode "recuperar" o tempo com lamentações e arrependimentos, e nem se pode "reparar" danos apenas com desculpas o tempo todo. Então, a "atenção" diante dos próprios atos nunca será desperdício de postura.

A palavra para hoje é PRUDÊNCIA.


quarta-feira, 22 de março de 2017

FIRMEZA PARA LEVANTARMOS E CONTINUARMOS.


          E quando as respostas não chegam diante do tempo que planejamos, quando os resultados não se concretizam no prazo que esperávamos, quando as portas se trancam mediante nossas investidas, ou quando nossas tentativas de nada adiantam perante nossos esforços, é quando geralmente nos angustiamos, nos desesperamos, às vezes até perdemos a esperança, ainda que temporariamente. Mas sob algumas circunstâncias desfavoráveis, em meio aos fracassos repetitivos e inevitáveis, chegamos a fraquejar na fé, a duvidarmos do futuro, a pensarmos em desistir, ou desejamos sumir do mapa. Nos momentos de desespero, de intensa preocupação, quando queremos resolver as nossas pendências, concluir os nossos projetos, e não temos mais o que fazermos​ para atingirmos os resultados esperados, nos sentimos vulneráveis, enfraquecidos, e impotentes, porém, é diante desse momento de total enfraquecimento, no qual nos sentimos no fundo do poço, que temos que nos "reerguermos" e nos "restaurarmos", porque quando parecer que chegamos ao "fim" significa que ainda temos a opção de "subirmos", de "levantarmos" e "recomeçarmos" outra vez.

A palavra para hoje é FORÇA.

CONTROLAR O DESESPERO PERANTE AS TEMPESTADES.


              "Desesperar-se" no meio de uma tempestade não faz a chuva parar, nem tampouco ficar "ansioso" e "aflito" diante dos vendavais vai fazer o vento mudar a direção. A verdade é que em meio aos temporais que atravessamos perante alguns momentos ou fases de nossa vida, muitas vezes nos angustiamos, nos desesperamos, ficamos impacientes, indignados, frustrados, desesperançados, e dessa forma nos alimentamos de pessimismo, de sofrimentos, e nos desgastamos emocionalmente, desequilibrando nosso humor e o nosso senso racional para lidarmos serenamente com os desafios. Em virtude de tudo isso, é extremamente​ importante aprendermos a nos "tranquilizarmos" perante as situações turbulentas, pois quando as soluções dos nossos problemas estão distantes de nossas mãos, é preciso mantermos "quietos" o coração e o pensamento, para darmos "tempo" ao tempo, até que a tempestade cesse e o sol reapareça. 

A palavra para hoje é CALMA.


segunda-feira, 20 de março de 2017

NÃO DESISTIRMOS DIANTE DAS LIMITAÇÕES DO HOJE.


               É preciso que estejamos "fortes" para enfrentarmos mais um dia, é necessário que sejamos "resistentes" para não nos deixarmos abater pelas dificuldades que possamos encontrar hoje durante o caminho, e é imprescindível que sejamos "otimistas" para continuarmos nos esforçando diante de nossos propósitos. É preciso que tenhamos "fé" para acreditarmos que o melhor está por vir, e "coragem" para não desistirmos mediante as limitações do trajeto, porque "desistir" é o que não pode fazer parte de maneira alguma das nossas atitudes em prol de nossas realizações. Nenhuma batalha é fácil, do contrário, não haveria a necessidade de lutarmos, e os que vencem a luta são justamente aqueles que desacreditam da derrota. E por mais pesado que seja o peso sobre nossos ombros, sempre haverá a mão de Deus nos ajudando a segurar o nosso fardo.

A palavra para hoje é PERSISTÊNCIA.


sexta-feira, 17 de março de 2017

NÃO TEMER FALAR A VERDADE.


              Algumas vezes "omitimos" algum detalhe de uma situação para evitarmos transtornos para nós mesmos ou para alguém. Noutras vezes, perante um determinado contexto deixamos de dizer o que realmente queríamos, ou o que sentíamos, só para evitarmos desconfortos, conflitos, ou indiferenças. Na maioria das vezes, diante de algumas "omissões", de alguns "silêncios", ou até mesmo de algumas "inverdades", a nossa intenção é benévola, porque de alguma maneira estamos buscando manter a "harmonia" dentro de uma situação, ou tentando nos "proteger" de um atrito, ou ainda, querendo ajudar outro alguém. No entanto, sob algumas dessas circunstâncias, na intenção de "ajudarmos" podemos acabar "atrapalhando", "complicando" ainda mais uma questão em evidência, ou nos colocando em "confronto" com outras pessoas. Por isso, por pior que seja a situação, por mais difícil e turbulenta que ela se apresente, estarmos posicionados com a "verdade", é sempre a coisa mais prudente para fazermos, pois uma verdade que dói, que não agrada, ou que desaponta alguém, poderá não ser vista da melhor forma, mas será sempre uma verdade, e apesar de tudo, não correrá o risco de ser descoberta depois como algo irreal, ao contrário da "mentira" e da "omissão" quando perdem suas máscaras da ilusão. 

A palavra para hoje é SINCERIDADE.


quinta-feira, 16 de março de 2017

OS PORQUÊS QUE NÃO COMPREENDEMOS.


            Quisera que a vida fosse simples, providencial, e imediata perante os propósitos que aspiramos, e diante das rotas que decidimos trilhar. Muitas vezes nossos projetos e objetivos parecem fáceis, e que rapidamente conseguiremos alcançar as realizações. Nos dedicamos, nos esforçamos, sonhamos, fazemos nossos planos, criamos nossas expectativas, e confiamos nas perspectivas que apontam resultados positivos. Mas, muitas vezes apesar de fazermos tudo certo, de fazermos tudo o que está ao nosso alcance, parece que de nada adiantaram os nossos esforços, porque surgem tantas limitações no percurso, tantos obstáculos inesperados nos surpreendem, e tantas impossibilidades nos empurram para trás, que ficamos sem​ entender o "porquê" de tais dificuldades, o "porquê" de tantas barreiras, o "porquê" de tantas demoras. É difícil realmente ver nossos planos paralisados, nossas expectativas frustradas, e nossas esperas ampliadas, contudo, é preciso não "desistirmos", e nem perdermos a "esperança", sobretudo é preciso lembrarmos que há situações que não podemos intervir, apenas esperar, pois acima dos nossos planos estão os propósitos de Deus, e Ele sabe de todas as coisas, das nossas necessidades, dos nossos anseios, e de todas as "horas oportunas" para que cada coisa aconteça no seu devido tempo.

A palavra para hoje é PACIÊNCIA.


quarta-feira, 15 de março de 2017

SABER AJUSTAR-SE AOS CONTEXTOS DESFAVORÁVEIS.


         Tantas vezes nos deparamos com situações as quais não nos preparamos para passarmos, e tantas vezes algumas situações difíceis e complicadas demoram "mais tempo" para se resolverem do que esperávamos, então ficamos aflitos, preocupados, inquietos, e em certos momentos nos sentimos "impotentes" sem termos como agirmos efetivamente diante de tais contextos. Porém, muitas vezes sofremos, nos lamentamos, nos angustiamos, e acumulamos o estresse das preocupações de maneira desnecessária, porque nenhuma "lamentação" ou "sofrimento" resolve alguma coisa diante do que no momento não pode ser modificado por nós mesmos. A melhor postura perante essas situações é tentarmos nos "ajustarmos" aos efeitos temporários das respectivas circunstâncias, enquanto os resultados favoráveis não acontecem.

A palavra para hoje é ADAPTAÇÃO.