quinta-feira, 11 de maio de 2017

LAMENTAR MENOS, AGIR MAIS.


              Muitas vezes temos a noção exata dos "motivos" e "consequências" daquilo que está nos incomodando, da situação que está nos aflingindo​, do problema que estamos vivenciando, mas no entanto, não tomamos nenhuma "atitude", porque pessimistamente achamos que não podermos alterar as coisas, por isso acabamos não fazendo absolutamente "nada" para "mudar"​ as circunstâncias indesejáveis, e ficamos nos consumindo nas "lamentações", e elastecendo a angustia de nossas "frustrações". De fato, e inevitavelmente, nem sempre podemos "impedir" certos acontecimentos e resultados, mas diante deles é imprescindível que não nos "paralizemos", e não nos "acomodemos" aos contextos negativos, para não ficarmos apenas "reclamando", e na "espera" das mudanças favoráveis, sem nada fazermos para obtermos respostas promissoras. Se nos encontramos "insatisfeitos" com o contexto que estamos vivendo, então precisamos "agir" com determinação, mudar nossa postura, fazer novas escolhas, e tomar uma nova direção.

A palavra para hoje é DECISÕES.