quinta-feira, 3 de agosto de 2017

NÃO CARREGUE O PESO DOS OUTROS CONSIGO.


               Muitas vezes parte de suas aflições são preocupações que você absorve dos problemas sofridos por outras pessoas. Tantas vezes no intuito de ajudar, de ver o melhor acontecer, você acaba se envolvendo e absorvendo pra si as responsabilidades, compromissos, e dilemas que não são diretamente seus. As vezes até, você acaba sendo injustiçado, recebendo a "ingratidão" dos outros como recompensa por sua prestatividade e preocupação demasiada com algumas pessoas. Você possui um coração bom, um caráter nobre, e sente-se bem ao fazer o bem aos outros. Você quer que tudo a seu redor esteja bem, em paz, e prosperando, no entanto, essa sua humanidade extensiva muitas vezes acaba sendo mal interpretada, ou algumas pessoas se aproveitam disso para explorar sua disponibilidade em sempre estender a mão. Diante desse contexto, e dessas circunstâncias que frequentemente aumentam o peso que você já carrega, é preciso que você aprenda a impor limites perante algumas situações que não são de sua responsabilidade, é preciso que você compreenda que "estender a mão" não é pegar o fardo do outro para você carregar, é apenas ser um suporte para auxiliar o outro sobre a forma como ele deve conduzir seu próprio fardo. Não se desgaste tentando fazer aquilo que não está ao seu alcance, e lembre-se, o saco que carrega peso demais pode rasgar, portanto, "estenda -se" só até onde você pode, e cuidado para não se "entortar" por carregar tanto peso dos outros.


                                         A palavra para hoje é DESPREOCUPE-SE.